desenvolvimento de aplicativos

Desenvolvimento de aplicativo: por onde começar?

O mercado de aplicativos móveis é um dos mais promissores hoje em dia, só no Brasil houve um crescimento de 40% no download de aplicativos entre 2016 e 2019, segundo o relatório “State of Mobile 2020” da App Anie. Esses dados têm atraído olhares empreendedores e com isso surge também algumas dúvidas sobre o desenvolvimento de app. Pensando nisso neste artigo lhe mostraremos os principais passos para começar.

Desenvolvimento de Aplicativos: Por onde começar?

Em média, 80% do tempo das pessoas em geral é gasto com internet mobile. Dessa forma, para disputar esse tempo, e criar um aplicativo de sucesso é necessário mais que uma brilhante ideia para atrair pessoas.

O desenvolvimento de aplicativos é um grande desafio. Vários recursos digitais são necessários para mapear a ideia inicial do aplicativo ao seu conceito. Fatores como plataforma operacional, interface de usuário, finalidade do aplicativo, público-alvo, função e design fazem parte da construção de um aplicativo.

O processo de criação de aplicativo pode parecer um pouco complexo, mas seguindo os passos que preparamos detalhadamente neste artigo, será possível fazer isso com um pouco mais de facilidade.

O desenvolvimento de app requer uma série de análises e pesquisas prévias. Pois, isso irá evitar problemas futuros e deixará você mais ciente dos processos que terá que realizar. Então, por mais que você queira partir para a execução imediatamente é, economicamente até, mais vantagem para seu negócio seguir os seguintes passos.

Da ideia ao projeto

Desenvolvimento de aplicativo

Apenas uma ideia é boa o suficiente para resolver o problema de alguém. Esboce sua ideia de aplicativo com caneta e papel. O objetivo é tornar a ideia tangível. Você define como seu aplicativo funciona e quais são seus recursos, antes de começar a desenvolver o aplicativo. É simples assim!

Você não precisa de nenhuma ferramenta especial para esboçar sua ideia de aplicativo. Basta uma caneta e um bloco de notas. Comece a esboçar, faça uma lista de recursos e veja se a ideia ganha vida no papel.

Resolva um problema

Você encontrou a ideia de negócio perfeita, agora você pode iniciar a próxima etapa, que é colocar em prática. Todo aplicativo começa com uma ideia. Não precisa ser grande, inovador ou inteligente, mas precisa ser útil para o usuário.

Em primeiro lugar, para saber como resolver os problemas do cliente, você precisa ser compassivo e fazer da satisfação do cliente uma prioridade. Agora, para fazer isso, você precisa conhecer suas limitações e até onde pode chegar. Caso contrário, você pode prometer algo além do conteúdo da entrega.

Como resultado, os clientes ficarão ainda mais insatisfeitos com você. Para resolver o problema com mais segurança, pergunte ao cliente qual a melhor solução para ele.

A partir daí, pesquise as possíveis soluções que podem ser propostas com base nos recursos disponíveis para você e como isso pode ser transformado em um aplicativo eficiente.

Defina um mercado

mercado é formado por um conjunto de pessoas com uma, ou várias, necessidades, e que desejam encontrar a solução para elas.

Mesmo atuando dentro de um único mercado, dificilmente uma única empresa consegue atender todos os clientes existentes.

Os consumidores que fazem parte desse mercado podem até apresentar necessidades muito parecidas, mas sempre haverá algo que os diferenciará, seja uma preferência, uma necessidade um pouco diferente ou até sua cultura.

O que abre espaço para outras empresas entrarem nesse mercado para atender as necessidades dele com a sua solução.

Exemplos de ideias que resolvem problemas simples

Algumas organizações conquistam clientes ao disponibilizarem serviços e produtos mais adequados para se destacarem e se diferenciarem da concorrência, serviços e produtos por vezes originados por problemas apontados e vividos pelos próprios consumidores. Por isso, é preciso transformar problemas em soluções.

Uber

O Uber se tornou uma empresa referência no setor de transportes e tem recebido um forte apoio de cada vez mais usuários, que acreditam cada vez mais nas vantagens desse modelo de negócio. Do lado positivo, a simplicidade da forma como o serviço funciona pode, sem dúvida, ser enfatizada. 

Com um aplicativo proprietário instalado no telefone, os clientes podem imediatamente solicitar um carro Uber em casa, sem ter que ir para um local na rua ou esperar até que ele apareça.

Rappi

Rappi é um serviço focado na entrega, mas não se limitando a isso. O sistema pode ser organizado para transportar alimentos, bebidas, compras em farmácias ou supermercados, além de transportar documentos importantes e até dinheiro.

Assim, por exemplo, pedidos simples que antes precisavam passar pela burocracia dos correios podem ser entregues com facilidade e rapidez. O cliente só precisa pagar o frete e se integrar ao entregador por meio do próprio aplicativo.

Socratic

O Socratic atualmente está disponível apenas para dispositivos iOS (a versão Android está em desenvolvimento), é um aplicativo que pode resolver problemas matemáticos passo a passo. 

Uma das vantagens deste aplicativo é que não se limita à matemática, pois também podemos utilizá-lo para resolver problemas em outras disciplinas. 

A melhor parte é que este é um aplicativo totalmente gratuito, não é necessário fazer compras no aplicativo. Recomendo totalmente.

Exemplos de ideias que resolvem problemas complexos

Contabilizei

Para começar, contratar e ir a uma empresa de contabilidade pode ser caro e caro. Então, o que pode ser feito para resolver os problemas de milhares de pequenas e novas empresas que querem resolver seus problemas tributários mas não podem ir ao escritório?

A solução da Contabilizei é simples: online. O valor dos serviços de contabilidade online prestados pela empresa é inferior ao dos serviços tradicionais prestados por escritórios físicos.

Guia Bolso

O dinheiro é uma solução e um problema para muitos empresários. Saber controlar a situação financeira é fundamental, sendo responsável por manter a porta do negócio sempre aberta ou fechada.

O aplicativo GuiaBolso tem como objetivo principal auxiliar no controle da situação financeira geral de pessoas físicas e jurídicas, melhorando o controle orçamentário. Além disso, o aplicativo possui uma interface super intuitiva. GuiaBolso é gratuito e está disponível para Android, iOS e Web.

Magazine Luiza

Em 2008, a Magazine Luiza inaugurou imediatamente 44 lojas para comemorar os 50 anos da empresa. A meta inicial era abrir 50 lojas para manter o número de lojas em linha com o ano, mas seis lojas enfrentaram problemas burocráticos.

A proprietária das marcas Netshoes, Softbox e Integra, a Magazine Luiza faturou mais de 14,3 bilhões de reais em 2017, e seu valor de mercado atingiu 30,8 bilhões de reais em 2018.

Evernote

Se você deseja substituir o papel por tecnologia, o Evernote irá atendê-lo! Com o Evernote, você pode criar itens de tarefas, adicionar lembretes, encaminhar e-mails, arquivos PDF, etc.

Além disso, você pode separar suas tarefas por meio de um “caderno” para facilitar a distinção entre atividades profissionais e atividades pessoais.

O aplicativo armazena informações na nuvem, permitindo que você acesse facilmente as informações de qualquer lugar. Evernote tem versões gratuitas e premium.

Esboçando o aplicativo

Todas as informações coletadas nas etapas acima são para construir um plano de negócios para seu aplicativo. Para facilitar a visualização dessas informações, organize-as em um diagrama de modelo de negócios. O fácil acesso a esses dados o guiará na criação de esboços de aplicativos.

Este é o momento mais interessante, mas você deve ter muito cuidado. Colete e organize todas as ideias que você tiver em todas as etapas e organize-as na forma de esboços (também chamados de wireframes).

Aqui você vai criar a tela do aplicativo para rastrear como imagina que o usuário acessará todos os recursos planejados para o aplicativo.

Rascunho

O rascunho é uma das peças fundamentais para o desenvolvimento do aplicativo. É a partir dele que o empresário consegue ter acesso a todas as telas, modificar a interface, entre outras confirmações.

Faça um rascunho completo de seu aplicativo, descreva a aparência da interface, as informações mais importantes e coloque tudo o que você deseja no aplicativo. Essas referências ajudarão no desenvolvimento do aplicativo.

Portanto, este perfil fornece um ponto de partida para a construção de aplicativos. Incluindo o processo de navegação do usuário e os recursos que estarão disponíveis.

Com eles, o desenvolvedor ou empresa de desenvolvimento de aplicativos vai dizer o que é viável ou inviável, o que deve ser priorizado ou utilizado, principalmente quanto custará sua ideia.

Validação da ideia

O processo de validação inclui principalmente a redução do desperdício na criação de produtos e serviços. Isso aumenta a frequência de contato com os clientes para verificar o comportamento do negócio o mais rápido possível.

No entanto, para validar sua visão de aplicativo, você pode considerar outras etapas. Descubra se realmente vale a pena o investimento e se o retorno financeiro está de acordo com as expectativas.

1. Comparar com o que já existe no mercado

Normalmente, quando temos idéias de aplicativo, sempre pensamos que iremos enriquecer todas essas idéias. No entanto, no final esquecemos de verificar nossas crenças, a principal etapa da pesquisa.

O papel de buscar mais informações sobre um determinado tema é fundamental, pois após dominar o conhecimento prévio, é possível acompanhar de perto o mercado em que deseja investir, os possíveis riscos, as melhores estratégias de marketing para o setor, entre outras informações.

Um bom empresário busca entender como o mercado em que atua é o segredo para obter bons resultados. Afinal, o campo pode estar surgindo à medida que você conduz sua pesquisa, mas é sempre necessário incluir perspectivas para os próximos anos.

Aplicativos bem concebidos podem estender sua vida útil, atualizando, melhorando recursos e melhorando a experiência do usuário. Enquanto um aplicativo ainda tiver valor de uso e vantagens, ele sempre existirá.

2. Peça feedback sobre a ideia do seu aplicativo

Após a fase de pesquisa teórica, é hora de buscar feedback. Normalmente, você decide não falar com ninguém porque não tem uma boa ideia sobre seu aplicativo ou mesmo não ousa se preocupar que alguém os roube, mas é muito importante pedir a opinião deles.

Peça feedback, você ainda tem a oportunidade de conduzir uma pesquisa de aprovação. Esta etapa pode ainda ser usada para outra análise da viabilidade do projeto.

Antes de decidir se vai investir, esse processo acabará se tornando uma parte essencial de aplicativos futuros, e o que você precisa é um feedback real. Portanto, valorize as opiniões críticas e considere-as construtivas. Dessa forma, você terá cada vez menos oportunidades de perder algo.

3. Crie um MVP do aplicativo

O produto mínimo viável (MVP) é uma estratégia que evita gastar muito dinheiro para desenvolver produtos que não estão claramente definidos. A ideia é desenvolver rapidamente um conjunto mínimo de recursos, suficientes para implantar e testar com o público, e analisar a interação entre o cliente e o produto desenvolvido.

Em outras palavras, você poderá testar suas ideias de aplicação, analisar o que é viável e onde alguma melhoria é necessária para que seu produto possa entrar no mercado de forma competitiva.

começar um aplicativo

Definir o que quer por fazer esboços gráficos

Todos os projetos precisam de um esboço, e, por conseguinte, de um protótipo, e não é diferente quando falamos sobre desenvolvimento de aplicativos.

Wireframes são ferramentas que ajudam a estruturar o desenvolvimento de aplicativos.  Sendo assim, são fundamentais no processo de criação de aplicativos, bem como determinam quais serão as tecnologias que melhor atenderão a essa demanda.

O wireframe é um protótipo dentro de um processo de desenvolvimento de aplicativos. Ou seja, pode incluir esboços e layouts simplificados. Esses representam a possibilidade real de atender a expectativa que envolve o desenvolvimento do aplicativo. Sendo assim, o wireframe é uma forma primitiva do visual do projeto, como também de sua funcionalidade.

Colocar no papel requisitos iniciais e futuros

Construir aplicativos é uma coisa muito empolgante. É tentador entrar em um novo projeto e começar a codificar. No entanto, alguns requisitos básicos devem ser esclarecidos antes de começar a criar um aplicativo.

Você não quer construir algo que ninguém quer usar, quer? Portanto, algum planejamento, verificação e priorização devem ser feitos antes mesmo do início da codificação. Aqui estão sete coisas que você deve fazer antes de criar um aplicativo.

Transforme essas ações ou etapas em recursos. Faça um brainstorm de ideias para cada estágio do projeto a qualquer momento. Isso fornece muitos recursos que podem ser implementados em diferentes estágios do processo de solução de problemas.

A verdadeira questão é qual recurso começar a usar. Você precisa começar com os recursos mais críticos essenciais para a solução e criar uma lista de prioridades para cada estágio.

Se você quer saber mais sobre análise de requisitos, veja nosso artigo completo sobre requisitos funcionais e não funcionais, ou entre em contato com nossos especialistas de análise de requisitos.

Qual tecnologia devo escolher?

criar um aplicativo

A tecnologia escolhida é um dos fatores que determinam o sucesso ou a falha de um aplicativo da web em potencial. 

O desenvolvimento pode ser um processo difícil e arriscado, porque o projeto de produtos de software não deve apenas ter uma interface de usuário conveniente e UX atraente, mas também garantir que o produto seja estável, seguro e fácil de manter. 

Portanto, seus produtos da web não devem apenas ser aceitos pelos clientes, mas também permitir que você se expanda e se ajuste de acordo com as necessidades do negócio.

Qual a diferença entre desenvolvimento front-end e back-end?

Algumas ferramentas comuns usadas no design de front-end incluem HTML (Hypertext Markup Language), CSS (Cascading Style Sheet), JavaScript e TypeScript, etc. Além dessas ferramentas de programação de app, os desenvolvedores geralmente escolhem estruturas especializadas (essas estruturas são pacotes pré-escritos com código padrão) para ajudar a criar interfaces impressionantes.

Em termos simples, o back-end se refere a todos os componentes lógicos que garantem o funcionamento do aplicativo, mas não inclui as partes “visíveis” com as quais os usuários podem interagir. De acordo com a classificação mais comum, o back-end consiste em um servidor web, aplicativos de back-end e bancos de dados implantados nesse servidor.

Dependendo de suas necessidades e recursos disponíveis, você pode escrever aplicativos de servidor em Python, Java, Ruby, C ++, Go, Erlang ou várias outras linguagens (se forem mais adequadas para você). 

Você pode escolher entre várias bibliotecas e estruturas de desenvolvimento da web sem ter que desenvolver aplicativos de servidor do zero, o que facilita o desenvolvimento.

Escolhendo o sistema operacional do aplicativo

Os aplicativos transformaram o mundo móvel em outra coisa. Os principais sistemas operacionais (iOS-Apple, Android-Google e Windows Phone-Microsoft) têm uma ampla gama de escolhas e possibilidades, que podem transformar gadgets em mais coisas do que dispositivos usados ​​para fazer chamadas, proporcionando assim uma ótima. Uma boa escolha pode significar expandir a possibilidade de uso. 

Sem falar dos produtos desenvolvidos para Blackberry, mesmo que sua penetração no mercado seja baixa, ela também existe no dia a dia de alguns usuários.

O primeiro exemplo é a App Store da Apple no iPhone, que é a primeira no segmento de mercado, mas ainda uma das lojas mais funcionais. 

Os aplicativos disponibilizados pela “iPhone Store” vão desde jogos amadores básicos até ferramentas que podem te ajudar a tirar fotos e melhorar seu desempenho físico, oferecendo uma ampla gama de serviços para fãs inventados pela marca Apple e a comodidade do iOS. 

O que chamou a atenção das pessoas é que aplicativos fáceis de comprar também podem ser usados ​​em vários dispositivos Apple. Obviamente, essa integração amplia ainda mais as possibilidades dos usuários dos equipamentos produzidos pela marca.

O Google Play fez uma proposta semelhante à da Apple Store. Depois de mudar o nome, a gigante das pesquisas concentrou todos os seus produtos em um só lugar, o que mudou muito a experiência de compra do usuário.

Outro fator que contribui para o rápido crescimento da proposta é um grande número de telefones Android (ou seja, o sistema operacional Google), com foco na série Samsung Galaxy. Curiosamente, a loja oferece uma ampla gama de jogos e aplicativos, seja para trabalho ou entretenimento, todos eles facilitam a vida de usuários em diversos segmentos.

Aplicativo Híbrido

O aplicativo nativo é como se fosse a base de todos os aplicativos, uma vez que foi a primeira forma de criar aplicativos. Contudo, ainda é a única maneira pela qual um desenvolvedor de aplicativos constrói uma linguagem voltada para uma única plataforma.

Sendo assim, através do recurso nativo o desenvolvedor de aplicativos direciona o projeto para o sistema iOS ou Android.

Embora no desenvolvimento nativo não haja a possibilidade de compartilhar o código, para o desenvolvedor de aplicativos isso pode ser uma força ao invés de uma fraqueza.

Uma vez que construir um aplicativo direcionado para a plataforma escolhida aumenta a qualidade do produto oferecido ao cliente.

A linguagem difere-se entre os sistemas, o que exige que o desenvolvedor de aplicativos dedique exclusividade para essa demanda.

Aplicativo Nativo

Assim sendo, o aplicativo nativo é mais confiável que os outros.  Uma vez que o sistema nativo oferece uma experiência otimizada ao usuário, já que o aplicativo ocupa a totalidade do seu ambiente.

Os recursos oferecidos pelos smartphones ficam mais funcionais, através da utilização de aplicativos nativos.

Ao realizar a programação um aplicativo nativo, o desenvolvedor de aplicativos segue um padrão de design. Sendo assim, os desenvolvedores utilizam o IDE, que se trata de um Ambiente de Desenvolvimento Integrado.

Esse ambiente oferece ferramentas para a construção desses aplicativos, e tornam o processo agilizado.

Embora essa plataforma solicite um pouco mais de orçamento dentro do projeto, é muito viável para aplicativos de alta demanda. Por exemplo, WhatsApp, Waze e Uber fazem uso do desenvolvimento nativo.

Para saber mais sobre os tipos de aplicativos e suas vantagens, confira nosso artigo intitulado: Aplicativo Nativo, Web ou Híbrido – Qual é o melhor?

Decidindo quem vai desenvolver o aplicativo

desenvolvimento de aplicativos

Como você sabe, as taxas horárias de desenvolvimento de software podem variar dependendo do nível do engenheiro. Então, pense duas vezes que desenvolvedor é necessário para o seu projeto. 

Fazer sozinho

Você pode aprender a linguagem de programação para desenvolver seu aplicativo. Porém, as linguagens utilizadas para produzir aplicativos nativos de Android e iOS, Java e Objective-C respectivamente, são duas das mais difíceis de se aprender.

De acordo com Nicholas Wright, CEO da AppInstruct, se você não tiver nenhuma experiência em programação você levará até seis meses para ter competência em Java ou Objective-C. Caso já tenha alguma experiência, esse tempo poderá variar entre 3 e 6 meses.

Essa é uma das formas de começar o seu desenvolvimento de aplicativo. Você precisará de uma equipe com os seguintes profissionais: designer, webdesigner, analista de sistemas, arquiteto de Software, desenvolvedor / programador, analista de banco de dados, analista de testes e gerente de projetos ou coordenador.

Se o seu produto é bastante simples (por exemplo, uma página de destino ou um aplicativo simples), o desenvolvedor de software júnior é capaz de conquistar essa tarefa. 

No entanto, se você quiser recursos mais complicados (por exemplo, integração de pagamento), terá que contratar um desenvolvedor mais qualificado. 

Quanto mais complexo o seu projeto se torna, mais engenheiro qualificado você precisa. O mercado de TI moderno oferece muitas oportunidades para contratar um bom desenvolvedor de software. Os mais populares são os desenvolvedores freelancer, equipes internas e empresas de desenvolvimento de terceirização.

Desenvolvedores de software independentes

Existem muitas plataformas confiáveis ​​onde você pode contratar freelancers. Como você entende, essa variante é a mais barata, mas não a mais confiável. Quase não há oportunidade de controlar o trabalho do freelancer. 

Além disso, ninguém pode garantir que o seu projeto será concluído e você ficará satisfeito com a sua qualidade. Não tendo nenhuma garantia, você pode enfrentar muitos bugs no seu projeto e apenas desperdiçar dinheiro.

Desenvolvedores de software internos

Os desenvolvedores criam o software em seu próprio escritório, para que você possa acompanhar todos os estágios de desenvolvimento. Você pode contatar os funcionários a qualquer momento e, como resultado, quaisquer possíveis erros serão resolvidos mais rapidamente. No entanto, a contratação de desenvolvedores internos é sempre demorada e exige investimentos consideráveis ​​em salários, impostos, hardware e software.

Como coordenar uma equipe de desenvolvedores

Desenvolvimento de aplicativos

Gerenciar uma equipe de desenvolvimento de software tem muito em comum com o gerenciamento de qualquer outra equipe. Os desenvolvedores querem que os profissionais de gerenciamento os ajudem a resolver problemas de negócios, protegê-los das políticas do escritório e ajudá-los a atingir objetivos profissionais. 

No entanto, os desenvolvedores e desenvolvedores precisam de algumas técnicas de gerenciamento específicas para aumentar sua produtividade.

1. Deixe que façam seu trabalho

Para um gerente, um dos desejos mais comuns é reconhecer suas habilidades e acreditar que o trabalho será entregue no prazo. Deixe-os escrever código – isso lhes dará o maior prazer.

Você só precisa encontrar uma maneira de eles beneficiarem a empresa. Parte da razão para essa confiança é dar a você tempo para pensar além do escopo da programação. A oportunidade de inventar suas próprias soluções ajudará a manter uma alta criatividade.

2. Limpe todo o conteúdo não programado

Para a maioria das equipes de desenvolvimento, as atividades que não envolvem a criação de código não são importantes. Ele acredita que o trabalho mais importante da equipe de gestão é evitar que perca tempo em reuniões que nada têm a ver com burocracia técnica e administrativa.

O importante é que alguém forneça uma lista hierárquica de tarefas a fazer com prioridades significativas.

Pensando nisso, ninguém gosta de prazos irrealistas – uma das únicas maneiras de aliviar essa situação é deixar os requisitos claros com antecedência. Um bom pré-requisito para diligência. Esta é a única maneira de entender verdadeiramente o escopo e gerenciar as expectativas em torno do tempo de entrega de uma maneira razoável.

3. Ouça e responda

Se você acha que não é importante ter comunicado corretamente a especificação, a equipe ainda fará perguntas. O desenvolvimento é um processo iterativo.

Por isso, este é outro ponto da organização inicial que compensa: depois de selecionar requisitos significativos, envolva sua equipe antes mesmo de começar a trabalhar.

4. Incentive o progresso

Os desenvolvedores estão sempre procurando maneiras de melhorar suas habilidades. A gestão de maior sucesso é aquela que pode promover o seu crescimento. Portanto, ao encontrar algo específico e útil, você pode se concentrar no desenvolvimento de sua energia.

Essas frases são “concentre-se em dividir seu trabalho em pequenos pedaços” ou “Espero que você tome a iniciativa e invista na revisão do código legado”. Use o plano de desenvolvimento pessoal para sugerir áreas de pesquisa para pesquisadores para que eles possam conduzir pesquisas durante o tempo de inatividade.

5. Visualize as métricas corretamente

Os relatórios de desempenho fornecem a melhor oportunidade para avaliar o desempenho da equipe de desenvolvimento e descobrir possíveis problemas. Mas é crucial selecionar apenas as métricas aplicáveis, porque geralmente todas as métricas disponíveis são coletadas apenas para mostrar que o projeto ainda está em desenvolvimento.

Contratar uma empresa de desenvolvimento de software

Desenvolvimento de aplicativo

As soluções tecnológicas fazem cada vez mais parte do dia a dia da empresa, modernizam os negócios e ajudam a empresa a crescer. Embora isso seja uma realidade e possa estar longe dos negócios, a terceirização de software está se tornando cada vez mais comum.

As empresas de software têm se concentrado no mercado de tecnologia e em suas tendências. Por fim, eles dominam o desenvolvimento de software e métodos de gerenciamento, como estruturas e várias ferramentas de desenvolvimento.

Por isso, é importante permitir que os profissionais entendam suas necessidades e a tecnologia necessária, podendo ajudá-lo a direcionar corretamente seu investimento e prestar o melhor serviço a você e sua empresa.

Terceirizar 

Realmente essa é a melhor, mais rápida e mais econômica maneira de começar o seu desenvolvimento de aplicativos. O motivo é claro, empresas de desenvolvimento de aplicativo existem justamente para evitar esse problemas descritos acima.

Afinal, todos os processos contratuais serão gerenciados por outras pessoas, os custos caem drasticamente, o time de profissionais já trabalham numa sintonia e ritmo estabelecido e por isso terão um prazo definido para fazer a entrega, etc.

Contratar empresa de software white-label

Primeiramente vale destacar a possibilidade de você contratar uma empresa com aplicativos pré-prontos, chamados de white-label. Nós da codificar temos vários apps já prontos, que serão apenas ajustados e personalizados ao seu negócio.

Com isso, você diminui ainda mais o preço e tempo de desenvolvimento do aplicativo se comparado às outras alternativas descritas. Clique para ler mais sobre app white-label.

Bônus: Como ganhar dinheiro com aplicativo

Aprenda Como Ganhar Dinheiro com Aplicativos e crie uma empresa lucrativa em 90 dias.

Faça do celular um canal lucrativo para a sua empresa. Aplicativos são o negócio mais certo a se investir hoje, na era da internet.

No nosso Manual, você vai aprender o passo a passo de
  • Como é o desenvolvimento de aplicativos e o seu processo de produção
  • Como criar um negócio lucrativo e com baixo investimento
  • Como acontece a monetização direta com anúncios e as vantagens de um aplicativo do gênero
  • Quanto valem as maiores empresas de app e tecnologia
  • Quanto custa um aplicativo
  • Cases do mercado nacional

Bônus: Como criar um aplicativo

Se você deseja como criar um aplicativo e não tem ideia de como começar. Por isso, preparamos um guia completo para te ajudar.
O mercado de aplicativos móveis é um dos mais promissores hoje em dia, só no Brasil houve um crescimento de 40% no download de aplicativos entre 2016 e 2019, segundo o relatório “State of Mobile 2020” da App Anine.

Ou seja, o mercado ainda está amadurecendo, é altamente escalável e por isso, aqueles que chegam primeiro conseguem se estabelecer mais facilmente. Cada esforço feito para criar um aplicativo é muito válido.

Antes de começar a pensar em como criar um aplicativo, é importante saber tudo o que você precisa para iniciar no mercado de aplicativos.

Conclusão

Por fim, esses são os passos fundamentais para começar o seu desenvolvimento de aplicativo. Existem outros tantos importantíssimos, que você descobrirá ao seguir o que dissemos aqui. Por isso, a Codificar faz, mensalmente, Webinars explicando detalhadamente as etapas que cada tipo de aplicativo exige. Para saber as datas dos nossos Webinars, nos siga no Instagram.

A Codificar é uma empresa que está no mercado de desenvolvimento há mais de 12 anos. Com expertise no desenvolvimento de aplicativos, possui em seu portfólio mais de 10 plataformas white label.

Entre em contato com a nossa equipe pelo formulário abaixo, com certeza teremos algo especial para o seu projeto!