Conheça todos os concorrentes do Uber no Brasil

A cultura dos aplicativos de serviços está cada vez mais forte, e os maiores exemplos são os aplicativos de carona compartilhada. Entre eles, o mais conhecido e utilizado em todo o mundo é o Uber, se tornando quase essencial para a vida de muitos de seus usuários.

O aplicativo foi lançado oficialmente em 2010, com atuação inicial em São Francisco, nos Estados Unidos. A ideia era facilitar a contratação de carros particulares, tendo em vista a dificuldade encontrada em grandes cidades. Nos últimos 8 anos, a ideia cresceu de forma exponencial, e hoje o Uber atual em mais de 65 países em todo o mundo, com mais de 3 milhões de motoristas parceiros. Sua rápida expansão e suas ideias inovadoras tornaram o aplicativo popular, sendo o líder do mercado em que atua. Um dos maiores atrativos do aplicativo é o seu modelo de negócios simplificado, que oferece uma plataforma que traz benefícios para os motoristas e passageiros.

No Brasil, o aplicativo já atua na maioria das capitais e regiões metropolitanas, com mais de 100 cidades na lista oficial. Além disso, o aplicativo conta com mais de 500mil motoristas em atividade no território brasileiro, que adotou rapidamente o aplicativo e se adaptou a sua forma de utilização.

Por esse motivo, muitos empreendedores entenderam que o mercado de caronas compartilhadas estava em ascensão, fazendo com que outros investimentos surgissem em território nacional, se tornando concorrentes do Uber.

Estes concorrentes do Uber utilizam um modelo de negócios parecido com o Uber, oferecendo uma plataforma para que os usuários consigam encontrar motoristas disponíveis em sua região. Porém, mesmo com um funcionamento parecido, os outros aplicativos apostas em novas características para se diferenciarem e conquistarem seu espaço no mercado.

O modelo de monetização de aplicativos como o Uber

O modelo de negócios dos aplicativos de mobilidade pode ser um dos principais pontos de divergência entre eles. A diferença entre o modelo de negócios dos aplicativos é principalmente associada a competição entre eles, já que esse é um ponto de atração para os motorista associados, e até mesmo boa parte dos usuários.

Existem quatro modelos principais de monetização para os aplicativos de mobilidade como o Uber, sendo eles:

  1. Porcentagem – é a forma de monetização mais comum entre os concorrentes do Uber, sendo utilizada pelo Uber e por boa parte de seus concorrentes. Através desse modelo, o aplicativo cobra uma porcentagem do valor de cada corrida, e repassa o valor restante para os motoristas. Ex,: o Uber cobra 25% do valor de cada corrida, passando 75% do valor para cada motorista. Sendo assim, o valor comissionado depende do valor final pago pelos usuários. Essa forma de cobrança é interessante para motoristas que fazem corridas ocasionalmente, já que só é necessário repassar valores de acordo com as corridas já realizadas.
  2. Diária – essa forma de monetização cobra um valor diário de cada motorista, para que ele possa atuar. Sendo assim, independente do número de corridas feitas, o motorista paga a mesma taxa de atuação diária. Essa forma de cobrança pode ser mais interessante para motoristas disponíveis para diversas corridas todos os dias.
  3. Mensalidade ou Semanalidade – nesse modelo, é cobrado um valor fixo dos motoristas pela atuação, de forma mensal ou semanal. O valor recebido pelas corridas não afeta a forma com que a mensalidade é cobrada, o que incentiva os motoristas a fazerem ainda mais corridas. Isso permite um controle e estabilidade maior aos administradores do aplicativo, que conseguem prever o valor a ser recebido de acordo com os motoristas ativos na plataforma.
  4. Planos – essa forma de monetização dos concorrentes do Uber cobra um valor de acordo com serviços realizados. Esses valores podem mudar de acordo com o que o motorista realizar. Ex.: um valor mensal é cobrado a partir de 10 corridas realizadas, independente do valor recebido por elas e, caso o motorista realize corridas além das acordadas no plano, ele pode pagar por elas a parte.

Os concorrentes do Uber

Como já sabemos, o sucesso de atuação do Uber criou uma grande concorrência, ocasionando o surgimento de dezenas de outros aplicativos no mundo todo. No Brasil, temos uma grande frente de aplicativos concorrentes do Uber, de forma nacional, local, ou de nicho. Vamos falar mais deles abaixo:

Concorrentes do Uber – aplicativos de atuação nacional

Entre os principais concorrentes do Uber que já possuem uma base de usuários nacional, temos:

Cabify

O Cabify é um dos primeiros concorrentes do Uber em território brasileiro. Criado em 2011, na Espanha, ele possui grande foco no mercado latino, e já está presente nas maiores capitais brasileiras. Ele possui a mesma forma de cobrança de viagens do Uber, adotando boa parte de seus traços, mas atraindo motoristas por uma forma de compensação mais interessante.

99 POP

O 99POP é recente, derivado de seu aplicativo parceiro, o 99 táxis. A empresa foi fundada em 2012, e, desde então se adaptou ao mercado. Através do 99 táxis, ela conectava passageiros diretamente com os taxistas registrados, sendo uma das primeiras forma de combater o sucesso dos motoristas particulares, que ameaçou a atuação dos taxistas nas capitais. Para competir ainda mais, o aplicativo se transformou, e adicionou novas ferramentas que permitem que os passageiros escolham carros populares, fazendo com que os motoristas particulares também pudessem se tornar parceiros e trabalhar com a plataforma. O aplicativo é um exemplo de adaptação, que torna a concorrência com o Uber acirrada, devido a sua rápida expansão no território nacional.

4move

O 4move é um lançamento recente, quando comparado aos outros competidores nacionais. Além disso, ele também é o que mais se difere, quanto ao modelo de negócios. Seu principal diferencial é a utilização de cash-back para seus passageiros, além da aplicação do marketing multinível. Em resumo, os passageiros ficam conectados em uma grande rede de indicações, e conseguem recompensas de acordo com seu progresso de uso e indicação. Isso destaca a empresa entre as outras, mudando a forma como o modelo de negócios de aplicativos de mobilidade tem sido utilizado. Sua atuação ainda está concentrada a estados do sudeste, mas panos de expansão para todo o território nacional não são descartados, de acordo com o crescimento da popularidade da plataforma.

YetGo

A startup paraense já conseguiu fama por ter maior atuação que o Uber em sua região, e já está desembargando em novas cidades pelo país. Ao trabalhar com um modelo franqueado, a empresa oferece a licença de atuação nas cidades, o que faz com que o negócio consiga crescer de forma ainda mais interessante em outros estados. Sua grande diferença para outras plataformas e líderes de mercado, é seu novo modelo de negócios: ela trabalha a partir de uma mensalidade. Ao invés de cobrar 25% do valor das corridas, como faz o Uber, a YetGo cobra um valor fixo mensal, que depende da área em que o motorista decide atuar. Assim, o motorista tem a liberdade de fazer quantas corridas desejar durante o mês, com todo o lucro dos serviços realizados.

Levo

O aplicativo de mobilidade urbana, que em suas campanhas promete derrubar o Uber, trabalha com taxas competitivas e um sistema de indicação chamado Levo+. Esse sistema transforma um método de indicação em bônus de dinheiro, que faz com que motoristas consigam ganhar dinheiro por até 4 níveis de indicação, de acordo com as corridas que são feitas pelos indicados. Dessa forma,o Levo procura criar uma grande rede de motoristas no país. Além disso, o Levo também trabalha com franquias, fazendo o licenciamento de atuação em todo o território nacional.

Me Leva

A startup de mobilidade urbana trabalha de forma diferente que seus principais concorrentes. Os motoristas e passageiros podem criar sua própria rede de serviços, ou seja, os passageiros podem salvar e solicitar seus motoristas favoritos, enquanto os motoristas tem a sua disposição uma carteira de clientes, Além disso, existem outros atrativos para os motoristas parceiros. Com uma taxa mensal, os motoristas recebem integralmente o valor de suas corridas, e conseguem definir suas próprias taxas de atuação. Assim, eles podem controlar o valor cobrado pelas corridas, sem precisar confiar nos algoritmos das plataformas, tendo mais autonomia no valor que recebem.

Ide Driver

O aplicativo tem funcionamento nas grandes capitais, como Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Entre os diferenciais, a plataforma aceita a categoria MotoTaxi, além de uma variedade interessante de categorias para carros, entre eles a Executiva e de Luxo. Em ações locais, a Ide também fecha parcerias com serviços, com a finalidade de facilitar a vida de seus motoristas.

Concorrentes do Uber – aplicativos de atuação local

Alguns concorrentes do Uber focam em usuários locais, se adaptando a necessidades de sua região. Entre os principais aplicativos de mobilidade locais, podemos destacar:

Viabee

O Viabee começou sua atuação neste ano, de forma local, na capital do Amazonas. Sendo divulgado como um aplicativo “100% manauara”, a plataforma de mobilidade tem como diferencial um atendimento personalizado e localizado, que se adapta a sua cidade de atuação. Esta plataforma também utiliza um modelo de mensalidade, com uma taxa fixa a ser paga, o que garante que 100% do lucro das corridas se destinem ao motorista. Além disso, a empresa fornece ligações ilimitadas aos motoristas parceiros, e internet nas viagens, que garante ao motorista uma boa forma de trabalho, e wifi gratuito aos passageiros. Os motoristas da plataforma passam por uma forma de capacitação, e o aplicativo gera notas fiscais, contribuindo de forma direta nos impostos repassados à cidade. Por sua atuação local, o Viabee também apostou em parcerias com comércios da capital, podendo oferecer descontos baseados na frequência de uso.

WAE

Começando em Itaperuna, o aplicativo tem atuação local em algumas cidades do Rio de Janeiro, com um sistema de trabalho bem próximo ao Uber. Seu foco local permite uma relação ainda mais próxima com os motoristas e passageiros. A empresa aposta em parcerias locais, e realiza eventos que movimentam o mercado em suas cidades de atuação, enquanto conseguem ainda mais exposição publicitária. O aplicativo também apresenta um rigoroso processo de seleção, focado em segurança, e mapeia áreas de risco que podem colocar seus colaboradores em perigo.

Simbora

Com atuação em Maringá, no Paraná, o aplicativo foca na personalização do serviço para a cidade. Com uma forma de cobrança mensal, o aplicativo abre da porcentagem das viagens, utilizando um modelo de assinatura fixa, que encoraja os motoristas a fazerem ainda mais viagens com a plataforma. O aplicativo também oferece o serviço de mototáxi, e possui parcerias com estabelecimentos vitais para os motoristas, como oficinas mecânicas e postos de gasolina, colocando a comodidade de seus parceiros em primeiro lugar. O aplicativo é ambicioso, e, com o sucesso que está conseguindo, já possui franquias em andamento, com expansão para outras cidades do sul do país.

Seleto

A Seleto tem atuação focada em cidades de Minas Gerais, e traz um modelo de negócios diferente de seus concorrentes. Com uma tarifa fixa diária, os motoristas ficam livres para realizar quantas corridas desejarem, com uma taxa de atuação pequena. Sendo assim, a Seleto acaba por se tornar uma opção ainda mais barata para os passageiros, e está conquistando motoristas parceiros de forma mais rápida, graças a seu modelo de cobrança fixo. A empresa também aposta em promoções locais para ganhar a fidelidade dos moradores nas cidades de atuação, criando uma comunidade ainda mais interessada nas novidades apresentadas.

MuvCar

Com atuação na região de Curitiba, o MuvCar é um aplicativo recente que aposta na segurança de seus passageiros, com novos métodos de verificação de viagens. Além disso, ele trabalha com um plano de horas, em que o motorista faz um pagamento pelo tempo que fica online no aplicativo para receber chamadas. Assim, quaisquer corridas realizadas nesse período não são taxadas, e todo o lucro é recebido pelo motorista.

44Resultado de imagem para aplicativo 44

Com funcionamento local em Aracaju, o aplicativo 44 foca na transparência. Seu modelo de negócios é parecido com o Uber, com alguns diferenciais no funcionamento da plataforma. Entre os diferenciais, o aplicativo detalha exatamente a distância entre o motorista e o passageiro, o que evita cancelamentos prematuros. Além disso, ele permite que o passageiro visualize todos os carros ativos da região, incluindo livres e ocupados, com uma visão ampla do funcionamento do aplicativo. A empresa também garante verificação rígida de motoristas e passageiros, e uma linha direta de suporte.

Driver Go

O aplicativo pernambucano está apostando em sua expansão pelo nordeste. Sua principal ferramenta de combate ao Uber é a assistência e vistoria local dos carros cadastrados, que oferece mais segurança aos passageiros, e a ausência da tarifa dinâmica e da taxa de cancelamento de corridas. Assim, os passageiros podem contar com a mesma tarifa durante todas as horas do dia, algo que não acontece com os líderes de mercado, como o Uber, que cobram uma tarifa diferente em horários de grande demanda.

Brazil Go

O aplicativo tem funcionamento local na região de Cariacica, no Espírito Santo, focando no atendimento da comunidade. Entre os diferenciais, quando comparado ao Uber, ele apresenta uma linha de contato direto com a empresa para o suporte, além de detalhes como a distância exata entre o motorista e o passageiro e a visualização todos os carros ativos da região, incluindo livres e ocupados, com uma visão ampla do funcionamento do aplicativo.

Sampa

Com atendimento na cidade de São Paulo, o aplicativo pretende combater a falta de motoristas especializados, e garantir ainda mais segurança para a comunidade local. Entre os diferenciais, quando comparado ao Uber, ele foca na apresentação de detalhes como a distância exata entre o motorista e o passageiro e a visualização todos os carros ativos da região, incluindo livres e ocupados, com uma visão ampla do funcionamento do aplicativo. A plataforma também possui uma linha de suporte direta, que garante o contato simples e descomplicado.

Servos

O aplicativo, local de Fortaleza, atende a região como uma opção ao Uber e outros grandes players. Com foco no atendimento personalizado, o Servos possui um atendimento simples, e oferece transparência nas solicitações, tanto para o motorista quanto para o passageiro.

ES Driver

Aplicativo especializado na vida noturna do Espírito Santo, a plataforma oferece o serviço com segurança e monitoramento 24h, garantindo o conforto de seus usuários. O aplicativo aceita pagamentos por cartões de crédito, débito, dinheiro e voucher corporativos, o que aumenta o número de usuários em potencial.

XMUV

O aplicativo de mobilidade urbana concorre com o Uber no ABC paulista, e foca no atendimento da comunidade local através de parcerias. A empresa também apresenta seu crescimento através de eventos locais, e garante funcionamento e monitoramento 24h.

Concorrentes do Uber – aplicativos de nicho

A criação de aplicativos de mobilidade focados em públicos específicos também é uma forma de competir com grandes aplicativos, como o Uber. Entre os aplicativos de nicho que são concorrentes do uber, podemos destacar os seguintes players:

Mana Driver

Com atuação em Belém/PA, o Mana Driver é um aplicativo voltado para motoristas e passageiras mulheres, focado em criar um ambiente de segurança, em resposta a acusações recebidas por grandes aplicativos, como o Uber. O aplicativo pretende conectar as mulheres de uma forma interessante, permitindo que elas possam atuar com segurança, criando uma rede de atendimento e de investimento conjunto.

Partiu Rosa

O Partiu Rosa, com atuação em Salvador/BA, também foca na inserção de motoristas mulheres no mercado de mobilidade, criando um ambiente de segurança para o atendimento exclusivo de outras mulheres. O aplicativo também conta com um treinamento especializado para capacitar as motoristas, garantindo um melhor atendimento para as passageiras.

Woman’s Driver

O aplicativo, com funcionamento local em Santa Catarina, se dedica ao atendimento de passageiras mulheres, crianças e idosos. Com uma linha de contato direto, o aplicativo foca no atendimento personalizado e pessoal, criando uma rede de motoristas locais treinadas e de confiança.

Lady Driver

Como o primeiro aplicativo 100% feminino do mercado, o Lady Driver atua de forma interessante. Com as motoristas eles tentam nivelar o mercado, trazendo igualdade para o campo da mobilidade urbana. Além disso, a plataforma trabalha com uma das menores taxas do mercado, cobrando apenas 16% do valor total da corrida. O repasse é feito para as motoristas em até 3 dias úteis. Todas as motoristas passam por uma forma de capacitação, e todos os carros são analisados para garantir o conforto e segurança dos passageiros.

Venuxx

Focado no bem-estar das motoristas e na segurança das passageiras, o aplicativo tem foco no atendimento do público feminino. O aplicativo permite facilidades como as do Uber, incluindo o pagamento por cartão de crédito, e aposta em outras medidas de segurança para garantir que as passageiras possam ter todo o conforto em suas viagens. Entre essas medidas, existe o Botão SOS, que compartilha automaticamente a rota de viagem com os contatos de emergência do usuário.

FemiTaxi

Como os outros aplicativos, o FemiTaxi foca no atendimento de passageiras mulheres. Além disso, eles permitem o transporte de criança desacompanhadas, já que as mães e responsáveis conseguem fazer todo o acompanhamento através da plataforma. O aplicativo trabalha com táxis e carros particulares, e permite o agendamento de corridas, para facilitar a vida das passageiras que possuem uma agenda apertada.

Como se tornar um dos concorrentes do Uber

Como podemos perceber, existe uma grande variedade de aplicativos de mobilidade que concorrem de forma acirrada com o Uber. Cada um possui suas características, atraindo assim um grande público e garantindo seu sucesso. Portanto, não é difícil perceber que o mercado de mobilidade continua fértil, esperando novas ideias e investimentos para continuar crescendo.

Se você deseja criar um aplicativo de mobilidade como os que citamos, você está no lugar certo. A Codificar trabalha no mercado de mobilidade há anos, tendo dezenas de casos de sucesso, muitos deles citados neste artigo. Nossa principal plataforma de mobilidade é o Uber Clone, que tem se expandido para atuação em outros mercados. Conheça mais sobre o Uber Clone clicando aqui, e entre em contato através do formulário abaixo:

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>