Principais tipos de investimento para startup

O que é uma startup? Identificada por um grupo de pessoas trabalhando em prol de uma ideia inovadora e sinônimo de iniciar uma nova empresa, colocando-a em funcionamento, nem toda nova empresa pode ser chamada de startup. Existe uma definição que diversos especialistas e investidores usam que apontam uma startup como um grupo de pessoas que estão a procura de um modelo de negócio repetível e escalável trabalhando com grande margem de incerteza. Com base na falta de capital, que é dentre outras, uma das grandes dificuldades encontradas pelas startups; listamos abaixo as principais maneiras que podem ser utilizadas para captar fundos de investimento para sua startup. startup

  1. Competições para startup
Ao participar das competições de startups pode-se conseguir desde investimentos financeiros, benefícios em serviços como prêmios, além de testar o potencial da sua startup, dando visibilidade e gerando network.O programa que funciona como uma espécie de reality show, de origem norte americana, também tem sua versão brasileira e mostra empreendedores que apresentam suas ideias de negócios a potenciais investidores a fim de conseguirem fundos de investimento. Normalmente os chamados “tubarões” oferecem uma oferta e apresentam para os empreendedores afim de negociarem, na maioria das vezes uma porcentagem do negócio em troca de fundos para a empresa em questão.Estimulando a inovação tecnológica e ao empreendedorismo early stage voltado a empreendedores que buscam caminhos para executar ideias de negócio inovadoras, o Desafio Brasil, conhecido como a competição mais colaborativa do Brasil alcança todo território nacional contando com mais de 80 investidores, com etapas nacionais e internacionais. A rede que possibilita a colaboração de empreendedores entre si e outras figuras de grande importância como universidades, investidores, empresas estabelecidas e governo é uma iniciativa da Fundação Getúlio Vargas e realizado pelo GVcepe  oferecendo ainda mentorias e ambiente de colaboração online.Com a missão de fomentar o investimento anjo para apoio ao empreendedorismo de inovação nacional, a Anjos do Brasil realiza seus eventos e competições em conjunto com seus parceiros onde é apresentado um protótipo ou prova de conceito do produto ou serviço. A organização sem fins lucrativos é referência com rede de investidores anjos. A Anjos do Brasil ajuda a promover e organizar outras competições como o Inova Capital –  Programa de Apoio a Empreendedores Afro-Brasileiros e a Start Jerusalem Brasil 2017, uma competição de startup que tem como objetivo levar empreendedores para participarem de projetos em Israel.A competição que ocorre desde 2012 em vários países, teve recentemente sua segunda edição brasileira em setembro de 2017. Conhecida como as olimpíadas das startup, o evento mundial oferece aos participantes dicas e estratégias para suas startups, networking, dentre outras vantagens para o seu negócio. Os eventos normalmente  reunem empreendedores, mentores, investidores, aceleradoras e instituições de empreendedorismo nacionais e internacionais, buscando conhecer e incentivar projetos que apresentem soluções para deficiências da sociedade e do mercado. startup idea
  1. Financiamento Privado
As startups para viabilizarem seus negócios, muitas vezes também buscam por parcerias e capacitações de investidores privados e empreendimentos conjuntos com seus investidores em muitas das vezes geram excelentes resultados.
  • Investidores-anjos
Os investidores-anjos são experientes e estão atentos ao mercado atual, apóiam projetos em fase inicial e além de financiarem os projetos ajudam com estratégias e possuem uma vasta rede de contatos. Na maioria das vezes a experiência do investidor-anjo na área supera o valor capital investido, pois ele ajuda a não cometer erros que talvez sem eles, cometeria gerando perda de tempo e capital, sem contar no networking profissional e pessoal que o investidor-anjo já possui, gerando credibilidade e até mesmo novos investidores.
  • Capital Semente
Capital semente é a aplicação inicial no modelo de negócios, onde um ou mais grupos interessados fazem a aplicação de fundos suficientes para que a startup possa se sustentar até dar um impulso e conseguir se manter sozinha ou conseguir outros investidores. Para esse tipo de aplicação não é exatamente necessário que se tenha uma empresa ou um produto concreto, apenas que seja uma boa ideia que convença o investidor. O capital semente é um fundo utilizado exatamente para tirar as ideias do papel.
  • Incubadora
As incubadoras apóiam na maioria das vezes projetos governamentais ou regionais ajudando a descobrir qual o melhor modelo de negócios para o projeto, gerando network, criando um plano de negócios consistente, plano de marketing e até treinar o lado empresarial dos sócios. Pode participar das incubadoras qualquer pessoa que tenha em mãos ideias inovadoras para apresentar, com produto viável para o mercado e o projeto deve bater com a filosofia da incubadora no qual for apresentado.
  • Aceleradora
As aceleradores tem como objetivo ajudar no desenvolvimento e no veloz crescimento das startups, para que de forma mais rápida elas possam se manter com suas próprias fontes de receita. Oferecendo um processo de desenvolvimento ágil e uma estrutura metodológica, além de ajuda com capital inicial, em alguns casos, as startups que pretendem se vincular às aceleradores precisam passar por um processo seletivo onde são avaliados alguns pontos.
  • Private Equity
O  private equity é um fundo de investimento que opera com capital nacional e internacional e é direcionado para negócios já maduros. Com o objetivo de dar impulso financeiro para que a companhia estenda suas ações e se prepare para abrir capital na bolsa de valores, por exemplo.
  • Venture Capital
Com investimento em empresas já definidas, mas de pequeno e médio porte a venture capital é uma modalidade onde os investidores tem participação societária, promovendo a responsabilidade conjunta do negócio para investidores e empreendedores.
  1. Financiamento Coletivo
Os financiamentos coletivos consistem na obtenção de capital para iniciativas de interesses coletivos e podem ser gerados de diversas formas, normalmente trabalhadas com metas de arrecadações para que o projeto seja realizado. A lista de opções é extensa.
  • Crowdfunding
O Crowdfunding é uma modalidade de investimento coletivo, onde várias pessoas podem fazer pequenas doações e recebem algumas recompensas de acordo com a quantidade doada. O empreendedor apresenta ao público o projeto com a meta que precisa ser arrecadada e o prazo limite da arrecadação.
  • Crowdinvesting
O Crowdinvesting consiste basicamente na capacitação de recursos financeiros por empreendedores, onde seus investidores, na maioria, grandes empresas, recebem em troca uma porcentagem de lucro da ação iniciante.
  • ICO (initial coin offering – oferta inicial de moedas)
Além de simplificar a tomada inicial de fôlego empresarial, a ICO também possibilita uma atuação descentralizada. A troca de intermediação de grandes instituições financeiras pelos processos matemáticos. Assim, os investidores adquirem um token digital que podem usar no futuro para comprar um produto ou serviço que a empresa venha a oferecer. investimento startup Diante das várias oportunidades apresentadas, temos ciência que estes são apenas alguns dos modelos que podem ser utilizados como tipo de investimento para startup. Pois, além de ser um campo que vem ganhando destaque e crescendo abundantemente nos últimos tempos, existem outros modelos que geram resultados no mercado das startups. Quem somos? Somos a Codificar, uma empresa de trabalha com desenvolvimento de aplicativos e softwares sob demanda. Temos mais de dez anos de mercado e estamos atentos ao que há de novo na área da tecnologia, buscamos manter nossos clientes e leitores informados, trazendo conteúdos relevantes e mostrando oportunidades para seu negócio. Conheça nossa sessão de produtos e serviços e entre em contato com a gente. Vamos ter o maior prazer em te atender. logo codificar]]>

Leave a comment