Como o Uber transformou o mercado dos aplicativos

A tecnologia entrou em nossa vida de forma definitiva. Nos dias atuais, é quase impossível realizar as tarefas diárias sem o auxílio de um dispositivo. O acesso a internet já está disponível para a grande maioria da população, e existem estudos que apontam que mais de 5 bilhões de pessoas possuem smartphones.

Desde o lançamento do primeiro iPhone em 2007, entramos na era dos aplicativos. Todos os anos vemos o crescimento desse mercado, e do que ele pode oferecer. Assim, mais usuários se tornam dependentes dos apps no dia a dia.

Nos últimos anos, encontramos aplicativos que tiveram impacto mundial, e contribuíram para a modernização de alguns serviços. Entre os mais importantes está o Uber. Além de ter grande parte na evolução da mobilidade urbana, ele também foi responsável por inspirar outros nichos de mercado.

Neste artigo, vamos falar mais sobre a influência do Uber sobre outros aplicativos e investimentos no mercado digital.

A história do Uber

Criado em 2009, na cidade de São Francisco, o Uber tinha como principal objetivo oferecer uma plataforma de caronas compartilhadas. Assim, os usuários poderiam usar seus smartphones para conseguirem viagens com motoristas particulares. Isso fez com que muitos se adaptassem ao novo modelo de utilização do serviço.

A empresa ganhou grandes investimentos nos anos seguintes, e acabou por ganhar outros grandes concorrentes. Entre eles estão o Lyft e o Cabify, que nunca conseguiram alcançar o sucesso do pioneiro.

Depois de alguns anos, a empresa foi capaz de se expandir para outros países e continentes. Hoje, o Uber está presente em mais de 780 cidades no mundo inteiro, e oferece serviços em mais categorias. Além do serviço inicial de carona única, também foram adicionados, durante os anos, os serviços de compartilhamento de corrida UberPOOL e o serviço de luxo UberBlack.

Observando que seu modelo de negócio estava se espalhando para outros mercados, a empresa também lançou o UberEATS, que focava na entrega de comida.

Aplicativos de mobilidade dominam o mundo digital

Com a expansão do Uber para outras áreas urbanas, outros empreendedores decidiram lançar seus próprios aplicativos de mobilidade. Assim, nasceram dezenas de outros apps que oferece serviços parecidos com o do Uber, e atuam em todo o mundo com suas próprias regras. Essa é a prova que o mercado é grande e diverso.

Alguns dos aplicativos de mobilidade lançados também trabalham com usuários de nichos específicos, ou pretendem trazer algo que falta no Uber. De qualquer forma, esse mercado ainda se mostra próspero, e tem novos investimentos inclusive de grandes empresas, como a 99Táxis.

Uma coisa que não pode ser negada é a capacidade que o aplicativo Uber teve de transformar o mercado do aplicativos de serviços. Portanto, os taxistas e outras empresas se mobilidade também tiveram que se adaptar à nova realidade.

Hoje, no Brasil, existem dezenas de aplicativos de mobilidade funcionais, muitos deles ainda sendo lançados. Alguns se aproveitam de alguma falha do serviço original, ou cobrem uma localização que o Uber ainda não atende. De qualquer forma, esse mercado continua em crescimento, ao contrário do que se acreditava anos atrás.

Mercados que se espelharam no Uber

Além de transformar o mercado da mobilidade, o Uber também foi responsável por dar sustentação a novos aplicativos de serviços. O modelo de negócios do Uber serviu para revitalizar o mercado de táxis e caronas, e pôde também ser utilizado para outros grandes mercados.

Um dos primeiros mercados a utilizar o modelo Uber na sua foi o mercado de Delivery. Mesmo que alguns serviços online já existissem anteriormente, como é o caso do Just Eat, eles só se tornaram populares com suas versões mobile. Muitos deles, inclusive, mudara a forma de trabalhar para se aproximarem do modelo do Uber.

Hoje, temos outros modelos de negócios que se inspiram no Uber para controlarem suas operações. Entre eles estão o mercado dos motoboys e das entregas, que contam com empresas e aplicativos focados num modelo adaptado.

Outro mercado que estão se adaptando são aqueles que oferecem serviços gerais. Nos próximos anos, será ainda mais comum ouvir de aplicativos que se inspiraram nesse modelo de negócios.

Economia compartilhada

Um dos principais motivos que levou o Uber a conseguir grande destaque foi a sua capacidade de se desenvolver dentro da economia compartilhada. Esse tipo de economia foca na conexão entre pessoas, que acabam oferecendo e utilizando serviços entre si.

Dentro da plataforma do Uber, existem dois públicos principais: os motoristas e os passageiros. Enquanto muitos acham que os passageiros são os únicos clientes, é preciso perceber que os motoristas também devem estar no foco, em negócios como esse.

Assim, o Uber conseguiu oferecer novas oportunidades para pessoas desenvolverem trabalhos autônomos, e servirem outras pessoas em sua localidade. Isso criou um crescimento interessante para a empresa, que contou com o próprio público para aumentar sua área de atuação e a sua qualidade.

Dentro da economia compartilhada, ela foi capaz de inspirar outros aplicativos atuais a se formarem. É o caso dos deliverys de tudo, como o Glovo e o Rappi. Ao invés de utilizarem entregadores próprios, eles utilizam pessoas que se cadastram para realizarem tais serviços.

Com isso, temos mais uma mudança importante que o Uber trouxe para o mercado de aplicativos. Ao invés de depender apenas de seus usuários para conseguir lucro, o aplicativo conseguiu envolver pessoas comuns nesse processo. Assim, não é apenas a empresa que consegue bons resultados com o mercado de aplicativos. Usuários e motoristas autônomos também conseguem grandes benefícios.

Talvez por isso o Uber conseguiu grande apoio em suas controvérsias envolvendo os serviços de mobilidade tradicional. Afinal, no início de sua atuação, taxistas e cooperativas foram contra os serviços. Mas, pelo sucesso e grande apoio do público geral, foram criadas regulações que permitiram a atuação do Uber.

Porque entrar no mercado do Uber

Como já explicamos, o mercado do Uber continua expandindo. O aplicativo principal continua expandindo sua atuação, e não há previsão para que essa febre termine. Sendo assim, no auge de sua popularidade, temos grandes exemplos de concorrentes conseguindo se estabelecer.

Ao entrar no mercado do Uber, os empreendedores conseguem se estabelecer em um nicho de atuação já testado. As pessoas já estão acostumadas com esse tipo de serviço, e estão sempre procurando ofertas melhores. Sendo assim, se você conseguir criar um aplicativo mais interessante, você pode conseguir ainda mais sucesso.

Outra coisa interessante é o funcionamento local dessas plataformas. O Uber funciona de forma global, mas a grande maioria de seus concorrentes funcionam de forma local. Assim, eles conseguem controlar o mercado em sua área de atuação, e, na maioria das vezes, chegar antes da empresa. Mesmo que você pretenda atuar em grandes cidades, é possível conseguir destaque, tendo em vista o número de usuários disponíveis e dispostos a tentar novos serviços que ofereçam benefícios interessantes.

Como entrar no mercado do Uber

Sendo assim, para conseguir sucesso no mercado do Uber, é preciso ter uma plataforma completa, que consiga competir com o aplicativo original e oferecer ainda mais para os seus usuários. Existem duas formas principais de conseguir uma plataforma como essa:

Criação de plataforma do zero

O desenvolvimento de aplicativos através de uma plataforma completamente nova é a opção mais demorada. Nesse processo, o aplicativo é feito inteiramente do zero, por uma equipe de desenvolvimento especializada. Os requisitos devem ser levantados, e a criação deve começar por partes. Esse tipo de desenvolvimento de aplicativos também tende a ser mais caro, tendo em vista todos os recursos que devem ser direcionados ao projeto.

Apesar disso, o desenvolvimento através de um plataforma completamente nova dá total controle aos desenvolvedores. Assim, existem mais chances de inovar, e criar coisas novas. O problema é que o desenvolvimento de funcionalidades não testadas no mercado pode ser arriscado.

Criação de plataforma por white-label

A outra opção de desenvolvimento é mais segura, rápida e barata. O desenvolvimento de aplicativos através de plataformas white-label parte da personalização de uma plataforma pré-desenvolvida. Assim, já existe um software estruturado, com todas as funcionalidades, que só precisa se adaptar ao projeto.

Esse desenvolvimento tende a ser mais seguro, já que conta com funcionalidades já testadas, em uma plataforma estável. A adição de novas ferramentas também não é tão complicada. O valor de uma plataforma white-label é bem menor do que o desenvolvimento do zero, e o aplicativo pode ser terminado com muito mais rapidez.

Caso essa seja a ideia que você escolher, podemos te ajudar.

Crie sua plataforma de mobilidade com o Uber Clone da Codificar

A Codificar trabalha com o desenvolvimento de aplicativos mobile há mais de 10 anos, e possui dezenas de casos de sucesso. Entre os principais produtos, temos o Uber Clone, nossa plataforma white-label pronta para customização.

Com o Uber Clone, você pode entrar para o mercado da mobilidade com uma plataforma completa e funcional, pronta para inserção no mundo digital. Conheça mais do Uber Clone da Codificar clicando aqui, ou entre em contato através do formulário abaixo:

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>