Como funciona o e-commerce: principais vantagens

O modelo de negócios do e-commerce:
A revolução tecnológica mudou a forma como as pessoas fazem negócios. Um e-commerce ideal envolve boas ideias, conhecimento do mercado e pesquisas detalhadas dentro do modelo de negócios.
O modelo de negócios do  e-commerce pode ser classificado em quatro categorias:

  • Comércio atacadista e armazenagem;
  • Transporte de mercadorias;
  • Produção própria;
  • White Label.

Para entender mais sobre como funciona o e-commerce e seu modelo de negócios, vamos falar mais sobre essas quatro categorias abaixo:

Comércio atacadista e armazenagem

As empresas que focam no comércio atacadista precisam de bastante investimento inicial. Afinal, é necessário manter um estoque e os recursos necessários para distribuição e armazenamento das mercadorias.  Essas são empresas que fazem grandes vendas, e procuram grandes números.

Transporte de mercadorias

Essa é a forma mais comum de e-commerce. Aqui, você monta uma empresa para revender produtos, e através dela consegue novos investimentos. O resto fica por conta de seus parceiros. Isso tira a responsabilidade de manter um estoque, áreas de armazenamento e de fazer o gerenciamento dos produtos. Mesmo sendo a forma mais simples de e-commerce, existe um problema comum visto por essas empresas.
Se os vendedores que utilizam o seu website não atendem as expectativas dos clientes, ou enfrentam dificuldades com a demanda, é a sua empresa que fica responsável. Afinal, foi através no seu site que os clientes fizeram a compra.  A Submarino é uma empresa que trabalha com o transporte de mercadorias vendidas por outros parceiros.

Produção própria

Se você tem a ideia de um produto, consegue produzi-lo, mas não possui o dinheiro necessário para criar sua própria loja física, você tem vantagens com e-commerce. Neste tipo de e-commerce você vende seu próprio produto.
O preço de começar uma startup com produção própria é bem menor do que outras formas. Afinal, você controla todos os estágios da operação. Essa é uma forma interessante de testar seu produto sem grandes custos iniciais, já que a produção pode ser organizada segundo a demanda.

White Label

Nessa categoria de e-commerce, você escolhe um produto que é vendido por outra organização, mas oferece a possibilidade de personalização. Assim, você pode trabalhar nesta etapa para vendê-lo como produto final para outra empresa. É uma forma básica de negócio, e consegue grandes resultados, mas tem um desenvolvimento difícil em vários aspectos.
Um dos maiores problemas com o white label é a demanda. A maioria das organizações que precisam dessas plataformas tem grande expectativas. Se você não conseguir se adequar ao tempo de desenvolvimento necessário, infelizmente não conseguirá vender seu produto. Pense nisso ao considerar essa forma de trabalho.

Tipos de e-commerce

Agora que você já conhece todas as categorias, vamos falar sobre os diferentes tipos de e-commerce presentes no mundo atual.

B2C

O B2C, ou Business to Consumer é a forma mais comum de e-comece. Nele, as empresas vendem seus produtos ou serviços diretamente para os consumidores. Os exemplos incluem qualquer site de e-commerce comum, como a Amazon ou Groupon. No B2C, o consumidor tem acesso a todos os produtos listados no website. Ele pode selecionar os produtos que interessam e fazer o pedido.

B2B

O Business to business é um tipo de e-commerce em que as empresas vendem produtos ou serviços para outras empresas através da internet.
O site de hospedagem GoDaddy é o melhor exemplo do e-commerce B2B. Afinal, eles oferecem nomes de domínios e serviços de hospedagem para websites de outras empresas.

C2C

O C2C, ou consumer to consumer, é o tipo de e-commerce em que os clientes podem comprar e vender produtos de/para outros clientes através da internet. A diferença aqui está na plataforma, que pode ser usada tanto para os vendedores quanto para os consumidores. Portanto, uma mesma pessoa pode fazer os dois papéis.
Os melhores exemplos de C2C são sites como o Mercado Livre, eBay e o OLX.

C2B

Este modelo é utilizado quando as empresas desejam comprar serviços ou produtos dos consumidores. Eles podem utilizar marketplaces focados no modelo consumer to business. Os melhores exemplos são sites de serviços como 99freelas e fiverr.

As principais vantagens do e-commerce

  • Rapidez na venda: por contar com muitos processos automáticos, a venda dos produtos através da internet se torna mais simples e rápida;
  • Menos gastos: a plataforma do e-commerce diminui os gastos com espaço físico e funcionários dedicados;
  • Integração simples: como todos seus produtos se encontram em apenas um lugar, o controle fica mais simples;
  • Fácil manutenção: uma loja online tem processos simples de manutenção, que exigem menos tempo.
  • Aumento de lucro: por estar disponível para todas as pessoas, um e-commerce encontra um público maior, aumentando as vendas;
  • Capacidade de expansão: por levar em consideração a demanda, um e-commerce pode ajudar no crescimento do negócio.

o melhor modelo para sua ideia

Você está pensando em começar o seu próprio e-commerce? Nós podemos te ajudar. A Codificar trabalha com o desenvolvimento de plataformas e aplicativos a mais de 10 anos. Com dezenas de casos de sucesso, temos expertise para entender as necessidades do mercado e oferecer as melhores soluções. Quando o assunto é e-commerce, temos a plataforma perfeita.
A Plataforma de e-commerce da Codificar e completa com todas as ferramentas necessárias para implantação de um negócio online de sucesso. Comece agora o desenvolvimento de seu projeto com a ajuda os melhores desenvolvedores.
Conheça mais sobre a Plataforma de E-commerce codificar clicando aqui, ou entre em contato através do formulário abaixo:
]]>

Leave a comment