11 dicas para ter um aplicativo de sucesso

Codificar trabalha com o desenvolvimento de aplicativos e softwares desde 2007, e, em meio a centenas de casos de sucesso, encontramos dicas para você, que deseja criar seu próprio aplicativo. Aqui estão 11 dicas para ter um aplicativo de sucesso.

1. Seu aplicativo precisa de um propósito claro

O propósito de um aplicativo deve ser claro, desde seu nome, sua descrição, estética, experiência de uso, etc. Todos os aspectos principais devem ser focados neste propósito. No desenvolvimento de aplicativos, você deve seguir o seguinte princípio: “faça apenas uma coisa, mas faça de modo impecável”. Se o propósito de seu aplicativo é o e-commerce, delivery, engajamento, ou algo diferente, foque suas estratégias no usuários principal, que provavelmente deseja que algum problema seja resolvido. A partir disso, você deve redirecionar todas as suas ideias para garantir o engajamento desse usuário.

2. Seu aplicativo só alcançará um objetivo secundário se for impecável

Você só conseguirá sucesso nos demais objetivos de seu aplicativo se ele for impecável na execução do objetivo primário. Se os seus usuários não encontram valor em seu aplicativo, eles não vão se engajar em novas ferramentas, e não vão apresentar valor a você. Um bom exemplo são os jogos: apenas aqueles que oferecem diversão e entretenimento conseguem fazer com que os usuários façam compras no aplicativo.

3. Modelo de renda

Muitos costumam pensar que tudo que um aplicativo precisa fazer é ter um bom ranking, e isso é o suficiente para que ele crie renda. Esse modelo só funciona a curto prazo, e, geralmente, é o motivo que faz com que muitos aplicativos falhem. Sem uma estratégia clara, que leve em consideração o design e as funcionalidades do aplicativo, o produto nunca vai gerar renda. O modelo de renda não precisa ser complexo, já que nada em um aplicativo precisa ser realmente complexo. Você precisa manter em mente que seu modelo vai definir os principais objetivos de seu aplicativo. Se você deseja criar uma renda contínua, o aplicativo deve ser grátis, resolver um problema geral, e conter anúncios de forma pouco intrusiva. Se seu aplicativo permite compras, você precisa fazer valer o que dissemos no segundo item: ofereça muito valor de uso, e seus usuários ficarão a vontade para gastar dinheiro.

4. Experiência de uso, cores e ícones

A primeira coisa que irá atrair seu usuário é se ele resolve o problema em questão. Portanto, a primeira coisa que pode fazer alguém abandonar seu aplicativo é uma experiência de uso ruim, e a estética geral. Uma experiência ruim claramente significa que o aplicativo é ruim, independente do potencial apresentado. O propósito de um aplicativo é ser conveniente, e um aplicativo que tem uma usabilidade ou um visual estranho não passa de uma inconveniência. Portanto, as cores e os ícones também são importantes. A psicologia das cores é algo que existe bem antes do espaço digital, mas suas regras ainda são extremamente aplicáveis. Já a questão dos ícones não se resume apenas a um desejo estético, já que ele é um atalho para seu aplicativo. Por esse motivo, você deve tomar cuidado ao escolher os ícones presentes, para que eles possam transmitir de forma clara as funções que representam.

5. Navegação e busca dentro do aplicativo

Mais uma vez, precisamos frisar: o principal propósito de um aplicativo é ser conveniente. Quando um usuários abre um aplicativo, ele não quer esperar para poder utilizar suas principais funções. Ele também procura por funções autoexplicativas, e, quando não encontrar, precisa de um tutorial simples e eficiente. Se ele contra um aplicativo com um número de funções extensa, ele não quer ficar perdido. Portanto, ao desenvolver a navegação entre as funções de seu aplicativo, você deve focar na facilidade de uso, assim como na rapidez.

6. Não mantenha dados desnecessários

Todos gostam de apreciar o fato que os dispositivos mobile atuais são mais poderosos que os computadores mais antigos. Mas, ao comparar com dispositivos maiores, eles ainda possuem restrições de processamento. Isso significa que os designers devem prestar bastante atenção aos dados apresentados no aplicativos. Ao desenvolver um aplicativo, você deve levar em consideração que eles não devem processar dados inúteis ou supérfluos. Isso pode ser considerado um problema de usabilidade: seu aplicativo não precisa gastar recursos para mostrar dados desnecessários, e seus usuários não tem paciência para vê-los.

7. Comércio e conversão

Os usuários já têm interagido com o comércio na web a certo tempo, e, portanto, somos capazes de identificar os fatores que ajudam na conversão, e aplicá-las ao mundo mobile. Essas dicas da Google podem ser de bastante ajuda:

  • Mantenha informações de pesquisas e compras anteriores;
  • Permita que as avaliações dos usuários possam ser vistas e filtradas;
  • Permita a comparação dos produtos;
  • Ofereça múltiplas opções de pagamento;
  • Ofereça uma forma simples de adicionar e configurar as informações de pagamento.

8. Análises e acompanhamento

Uma grande vantagem que o comércio digital produz, quando comparado ao comércio offline, é a quantidade de informação disponível, sobre os hábitos dos usuários. Nós conseguimos saber quando, onde e como os usuários estão engajados com nossos aplicativos. Toda essa informação é crucial para o sucesso de um aplicativo, e você deve usá-la para melhorar seu aplicativo e suas estratégias de crescimento.

9. Marketing

Os aplicativos podem ser encontrados dentro de suas respectivas lojas, mas apenas lançar um aplicativo e esperar que as pessoas os encontre não é uma boa ideia. Existe espaço ara o marketing dentro da estratégia de lançamento de seu aplicativo. É possível incluir websites e landing pages, e até mesmo promoters que trabalham pessoalmente em conferências, festivais e ambientes públicos. Em cada um desses casos, é importante acompanhar as conversões que você está conseguindo.

10. Mapa de lançamentos

Um estudo de 2015 mostrou um fato interessantes sobre a retenção mobile: em apenas 3 dias, um aplicativo costuma perder 77% dos seus usuários. O Pokémon Go, por exemplo, pode ser considerado um dos aplicativos de maior sucesso, mas perdeu mais de 10 milhões de usuários desde seu lançamento, e os que não abandonaram demonstraram uma grande queda no engajamento diário. Sendo assim, é possível entender que não basta ter um aplicativo lançado no mercado. Os usuários são inquietos, e, para manter o sucesso inicial, você não pode deixar que seu app seja uma tendência momentânea. Você deve ter um mapa de lançamentos preparado, que mantém sua aplicação sempre renovada. Devem ser introduzidas novas possibilidades, tendo em vista o feedback dos usuários, em uma série de lançamentos separadas por poucas semanas. Uma análise mostrou que os melhores aplicativos iOS lançam uma nova versão a cada 30 dias.

11. Encontre os melhores desenvolvedores

Como mencionamos anteriormente, um aplicativo deve “fazer apenas uma coisa, mas fazer de modo impecável” para ter sucesso. Sendo assim, você precisa encontrar os melhores desenvolvedores para seu aplicativo. Dessa forma, você pode garantir uma boa experiência de usuário, sem precisar se preocupar com aspectos técnicos, pois uma equipe dedicada estará sempre no controle de seu projeto. Nessa etapa, a Codificar pode ajudar. Temos expertise no desenvolvimento de aplicativos, adquirido com mais de 10 anos de atuação no mercado digital. Conheça mais de nosso serviço de desenvolvimento de aplicativos clicando aqui, ou entre em contato através do formulário abaixo. Estamos prontos para te ajudar!   ]]>

Leave a comment