Brasil ocupa o último lugar entre 25 países avaliados para receberem carros autônomos

KPMG e a ESI ThoughtLab realizaram, juntas, uma pesquisa sobre os países mais preparados para receber carros autônomos. O Brasil aparece em 25º lugar, o último, na pesquisa. Já na primeira edição do estudo, o país figurava na 17ª posição.

A pesquisa analisou quatro indicadores para classificar os países: legislação e política, tecnologia e inovação, infraestrutura e aceitação dos habitantes. Os dados analisados são de informações públicas – como notícias -, de pesquisas e bases de dados de outras empresas.

O Brasil foi o último classificado em três das quatro verticais, com exceção de aceitação dos habitantes, em que foi o 22º. De acordo com a pesquisa, programas de incentivo com menos impostos para montadoras poderiam impulsionar a performance dos carros autônomos no país.

A pesquisa cita como exemplo o Rota 2030, programa de incentivo governamental lançado no final do ano passado. O programa prevê incentivos fiscais para pesquisa e desenvolvimento, segurança e eficiência no combustível (como a adoção de carros elétricos).

O documento ainda descreve que a estrutura para veículos elétricos é precária, mas que a adoção pelos brasileiros pode ser rápida. Os carros autônomos viriam em seguida. “O Brasil é geralmente um early adopter de novas tecnologias. Se as montadoras e o governo decidirem adotar os carros autônomos e com preços competitivos, então eu acredito que os consumidores irão adotá-los rapidamente. A Rota 2030 é o primeiro passo”, afirma Mauricio Endo, líder de governo e infraestrutura da KPMG na América Latina.

Em comparação com o ranking de 2018, o Brasil foi ultrapassado pela Rússia, México e Índia em inovação, tecnologia e infraestrutura. No entanto, a pesquisa vê de forma positiva o avanço do Brasil, principalmente devido a pesquisas de universidades.

O primeiro colocado

Holanda foi a primeira colocada principalmente devido sua infraestrutura. Segundo a pesquisa, o país se destaca por liderar o número de estações de carregamento para carros elétricos. Além disso, a ministra de infraestrutura Cora van Nieuwenhuizen deseja utilizar a rede de internet 5G (que ainda está em desenvolvimento) para os carros autônomos e instalar 1.200 semáforos.

O interesse governamental pelo uso de carros autônomos é perceptível na Holanda. O país já expressou interesse em utilizá-los como veículos de passeio e carga, além trazê-los para a logística e manufatura. “A Holanda está apostando nos veículos autônomos através de projetos de caminhões, transporte público em aeroportos e transporte de contêineres em portos”, escreve Loek Kramer, líder do setor automotivo da KPMG no país.

Confira o ranking completo:

  1. Holanda
  2. Singapura
  3. Noruega
  4. Estados Unidos
  5. Suécia
  6. Finlândia
  7. Reino Unido
  8. Alemanha
  9. Emirados Árabes
  10. Japão
  11. Nova Zelândia
  12. Canadá
  13. Coreia do Sul
  14. Israel
  15. Austrália
  16. Áustria
  17. França
  18. Espanha
  19. República Tcheca
  20. China
  21. Hungria
  22. Rússia
  23. México
  24. Índia
  25. Brasil

FONTE: START.SE

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>