As melhores ferramentas de segurança para seu aplicativo

O aumento no uso da internet se deve, principalmente, ao sucesso dos aplicativos. Ao mesmo tempo, esse aumento levantou questões relacionadas à segurança desses aplicativos. Esse é um dos grandes desafios enfrentados nos dias atuais.

Um das principais discussões nos negócios digitais é a melhor forma de implementar uma melhor segurança em seus produtos. Todas essas questões estão relacionadas com o desenvolvimento de suas soluções.

Quais são as principais ferramentas de segurança para aplicativos?

Então, o que separa as falsas soluções daquelas que realmente trazem bons resultados? Arquitetura e segurança. Um aplicativo barato e superficial foca na aparência, mas se esquece de criar uma boa arquitetura da informação.

Um bom aplicativo, realmente desenvolvido para ser uma boa solução digital, foca na inclusão de uma arquitetura flexível e boas ferramentas de segurança. Todas essas etapas são discutidas durante o desenvolvimento da plataforma, de forma particular e precisa.

Nível de segurança do aplicativo (application level)

Essas ferramentas permitem que você controle e monitore todos os acessos ao seu aplicativo. Ela inclui, tipicamente, menus focados no papel de cada tipo de usuário. Assim, é possível controlar o que cada usuário pode acessar, de acordo com seu nível de importância dentro da plataforma.

Importância: a não ser que todos os seus funcionários precisem de acesso a todos os dados e ferramentas, o application-level é extremamente importante. Um CEO, por exemplo, pode ter acesso a todas as ferramentas de um sistema, enquanto o departamento de RH só consegue acessar os dados realmente importantes para seu trabalho.

Single sign-on

O Single sign-on (SSO) é uma autenticação de sessão/usuário que permite que os usuários acessem várias aplicações com apenas um login necessário. Isso autentica o usuário para utilizar todas as aplicações que eles possuem autorização, e elimina a necessidade de login entre elas.

Importância: o SSO reduz o número de senhas necessárias, e diminui drasticamente o número de vezes que o suporte ao acesso é necessário. Ele também melhora a produtividade, já que o usuário não precisa logar individualmente em todas as aplicações que acessa. Elas estarão linkadas a uma mesma sessão. Um exemplo são os aplicativos que permitem o login com as contas de redes sociais ou do Google. Assim, você pode acessar dezenas de outros aplicativos sem precisar criar um login individual.

Parâmetros de privilégio

Esses parâmetros, focados no privilégio dos usuários dentro do aplicativo, são utilizados para personalizar as ferramentas e a segurança de acordo com o papel de cada usuário dentro da plataforma. Esses parâmetros são salvos no perfil de cada usuário, e podem ser acessados através de qualquer aplicação.

Importância: os parâmetros de privilégio de usuários são incrivelmente flexíveis. Eles podem controlar a forma como um app se apresenta, e o que ele pode fazer. Além disso, ele pode esconder opções de certos usuários, adicionar outras, limitar as capacidades de uso, e muito mais. Um exemplo são as empresas que utilizam softwares para gerenciar sua lista de clientes. Os parâmetros de privilégio podem ser usado para que a atualização de informações seja possível apenas para os gerentes. Assim, os outros funcionários não consigam fazer o mesmo, ainda que estejam utilizando a mesma plataforma.

Opções de autenticação flexíveis

Muitos negócios já utilizam múltiplas formas de autenticação. Pode ser que seu sistema de CRM utilize uma forma de autenticação, enquanto seu provedor de e-mail utiliza uma forma completamente diferente.

O desenvolvimento de aplicações e softwares focados em negócios devem oferecer opções de autenticação flexíveis. Isso permite que você utilize as formas desejadas para autenticar usuários e ações dentro da plataforma.

Importância: isso significa que você não precisa trocar suas formas de autenticação já implementadas, mesmo ao adicionar soluções. Você pode continuar com a segurança que já utiliza, enquanto adiciona novas formas.

Fontes de dados específicas

Essa ferramenta de segurança é focada na base de dados. Isso significa que um aplicativo consegue acessar diferentes fontes de dados, dependendo do usuário.

Importância: essa ferramenta de segurança promove flexibilidade, e permite que os desenvolvedores ditem quais base de dados cada usuário pode acessar. Um exemplo é a junção de duas empresas. Mesmo que os funcionários das duas empresas utilizem a mesma aplicação, cada uma das equipes pode precisar de dados que estão localizados em bases diferentes. Com essa ferramenta, a aplicação aponta cada usuário para a base de dados correta.

Auditoria de atividade

Essa ferramenta permite que os departamentos de auditoria monitorem a atividade básica de cada usuário. Assim, é possível ver as aplicações acessadas, e tudo o que os usuários são permitidos de fazer.

Importância: ao gerenciar a segurança das aplicações, é importante saber quem está logado em seu sistema. Além disso, fica mais fácil entender quais são as aplicações mais utilizadas, e quais são ignoradas.

Qual a importância da segurança nos aplicativos móveis

Os aplicativos móveis são constantemente criticados nessa etapa por precisaram de conexão contínua com a internet. Isso é ainda mais preocupante para usuários que instalam aplicativos de fontes desconhecidas. Assim, muitos malwares conseguem passe livre para o dispositivo.

Essa tendência aponta para um futuro em que a segurança mobile se torna ainda mais importante. Como o roubo de identidade e de dados de pagamento se tornaram comuns no mundo atual, certas medidas de segurança precisam ser implementadas para garantis a confidencialidade das informações sensíveis.

Quais são as melhores ferramentas de segurança para aplicativos móveis?

A segurança não é importante apenas para as aplicações de desktop. A segurança dentro dos apps mobile também é de grande importância. Sendo assim, trouxemos um checklist de coisas importantes que devem estar na sua lista ao desenvolver aplicativos de sucesso.

Otimize as ferramentas de segurança de acordo com cada plataforma

Os aplicativos móveis funcionam em várias plataformas, dispositivos, sistemas operacionais e redes. Esses aplicativos também acessam muitas outras ferramentas do dispositivo que estão instaladas. Sendo assim, os desenvolvedores devem criar as ferramentas com cautela. Cada dispositivo ou sistema operacional deve ter suas medidas de segurança atualizadas de acordo com o que apresentam.

Códigos à prova de hackers

Os aplicativos móveis são muito vulneráveis a ataques de malware e roubo de dados. Sendo assim, os desenvolvedores devem ter bastante atenção ao escrever um código livre de vulnerabilidades. Afinal, elas podem ser exploradas por hackers mal intencionados. Os desenvolvedores de aplicativos devem implementar padrões de segurança inteligentes, e garantir que os aplicativos utilizem, transmitam e guardem o mínimo possível de dados sensíveis.

Escolha um backend confiável

A segurança do backend utilizado no sistema também é importante ao desenvolver bons aplicativos. Os hackers podem conseguir acesso a eles e se tornarem ameaças a sua plataforma. Sendo assim, você precisa ter atenção à segurança aplicada nos sistemas de backend.

Remova riscos de segurança desnecessários

Cada aplicativo móvel possui suas próprias funcionalidades. Algumas ferramentas não são tão necessárias para o funcionamento do app, como a conexão com as redes sociais. Os designers e desenvolvedores devem prestar atenção a essas ferramentas, e decidir se elas são realmente necessárias no aplicativo, ou apenas um risco.

Inclua as permissões de usuário

Para o controle do aplicativo, é possível adicionar outras formas de segurança nos dispositivos. Isso permite que os usuários decidam aquilo que eles permitem que os apps utilizem dentro de sua plataforma. Assim, as preferências pessoais são sempre respeitadas, e evite que as funcionalidades tenham acesso a dados privados.

Garanta a segurança dos dados durante a transmissão

O maior desafio nos aplicativos móveis é a conexão com redes externas. Eles se conectam via Wi-Fi, redes celular, VPNs e redes sem encriptação. Isso deve ser considerado pelos desenvolvedores para que as precauções corretas sejam tomadas na encriptação dos dados transmitidos. Toda a informação crítica e particular dos usuários, como login, senhas e dados pessoais devem ser encriptados.

Escolha as bibliotecas de desenvolvimento com cuidado

As bibliotecas de terceiros são muito populares entre os desenvolvedores de aplicativos. Eles utilizam os códigos oferecidos por elas, que podem ter falhas de segurança embutidas. É importante testar os códigos antes de coloca-los em prática em seus aplicativos.

Utilize técnicas de criptografia atualizadas

Alguns dos protocolos e algoritmos de criptografia mais utilizados no mundo já são insuficientes para as necessidades do mundo atual. Sendo assim, é preciso utilizar as tecnologias mais avançadas. Como desenvolvedor, você deve investir em testes e em boas práticas.

Teste de forma inteligente

Essa é, talvez, a parte mais importante dos procedimentos de segurança aplicados nos apps móveis. Isso é necessário pois as plataformas passam por várias mãos e estágios em seu desenvolvimento. Sendo assim, o teste de segurança nos aplicativos deve ser tratado como uma necessidade em todos os estágios de desenvolvimento. Garanta que seu aplicativo é construído com as melhores regulamentações de segurança.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>