Como as incubadoras de empresas podem ajudar a sua Startup

Como as incubadoras de empresas podem ajudar a sua Startup

As incubadoras de empresas são instituições que auxiliam micro e pequenas empresas nascentes ou que estejam em operação, que tenham como principal característica a oferta de produtos e serviços no mercado com significativo grau de inovação.

Também oferecem suporte técnico, gerencial e formação complementar ao empreendedor e facilitam o processo de inovação e acesso a novas tecnologias nos pequenos negócios. Este processo possibilita ao empreendedor desenvolver seu negócio, tornando a vida de empresário menos complicada.

O que são

Uma incubadora é um programa colaborativo projetado para ajudar novas startups a ter sucesso. As incubadoras ajudam os empresários a resolver alguns dos problemas comumente associados à execução de uma inicialização, fornecendo espaço de trabalho, financiamento de sementes, tutoria e treinamento

Elas permitem que seus alunos e ex-alunos participem desses programas. Existem várias outras incubadoras, no entanto, que são formadas por governos, organizações iniciantes ou empreendedores de sucesso.

A incubadora de empresas é uma forma de estimular o empreendedorismo. Ela fortalece e prepara as pequenas empresas com o intuito de fazê-las sobreviver no mercado. As empresas que buscam as incubadoras, além de receberem suporte gerencial, administrativo e mercadológico, recebem apoio técnico para o desenvolvimento do seu produto. Com isso, o empreendimento pode ser acompanhado desde a fase de planejamento até a consolidação de suas atividades com a consultoria de especialistas.

O conceito de incubadora vem daquele que se conhece nas maternidades: a incubadora é a responsável por manter o bebê vivo e auxiliar em seu crescimento ainda que ele nasça debilitado.

Geralmente ofertam ainda espaço físico especialmente construído ou adaptado para alojar temporariamente os empreendedores – chamados neste momento de empresas incubadas – e promovem acesso a serviços que as empresas dificilmente encontrariam agindo sozinhas e sem orientação adequada no mercado.

A maioria das incubadoras no país funciona ligada às universidades. Elas são como uma aula prática e tem o objetivo de oferecer ao empresário tudo o que ele precisa para dar os primeiros passos e construir um negócio sólido e duradouro.

Para quem serve

As incubadoras buscam parcerias junto a empreendedores que têm ideias inovadoras. Muitos desses centros de negócios contam com laboratórios para que você possa desenvolver o trabalho. Empreendedores que têm interesses em comum com as universidades e faculdades são os parceiros ideais para participar do processo.

as incubadoras de empresas favorecem o empreender nas seguintes áreas:

  • Gestão empresarial;
  • Gestão tecnológica;
  • Comercialização de produtos e serviços;
  • Contabilidade;
  • Marketing;
  • Assistência jurídica;
  • Captação de recursos;
  • Contratos com financiadores;
  • Engenharia de produção;
  • Propriedade intelectual.

Aqui está uma lista dos serviços mais comuns fornecidos pelas incubadoras de empresas:

    • Ajuda com princípios básicos de negócios
    • Oportunidades de rede
    • Assistência de marketing
    • Acesso de alta velocidade à Internet
    • Assistência de contabilidade / gestão financeira
    • Acesso a empréstimos bancários, fundos de empréstimos e programas de garantia
    • Ajuda com habilidades de apresentação
    • Conexões a recursos de educação superior
    • Conexões a parceiros estratégicos
    • Acesso a investidores anímos ou capital de risco
    • Programas abrangentes de treinamento comercial
    • Conselhos consultivos e mentores
    • Identificação da equipe de gerenciamento
    • Ajuda com etiqueta comercial
    • Assistência de comercialização de tecnologia
    • Ajuda com a conformidade regulamentar
    • Gestão de propriedade intelectual e assessoria jurídica

As incubadoras geralmente aceitam projetos apresentados por:

  • 1. Pessoa Física. Oportunidade para pesquisador/profissional que tem uma tecnologia e quer constituir sua própria empresa com um produto/processo inovador.
  • 2. Empresa existente. Empresa consolidada que pretende desenvolver um produto dentro da incubadora.
  • 3. Nova empresa instituída por Pessoa Jurídica. Empresa ou grupo empresarial que deseja criar nova empresa de base tecnológica.

Embora a maior parte da ênfase da mídia se centre em startups tecnológicas, as incubadoras não se limitam apenas a uma indústria. De fato, o foco das incubadoras varia de acordo com a região. Na Carolina do Norte, por exemplo, é o lar de cinco fazendas de incubadoras. Dada a força de suas indústrias de restaurantes e moda, a NYC é o lar de várias incubadoras de alimentos e moda. Existem também incubadoras multifuncionais que consideram todos os tipos de startups, independentemente da indústria.

Em todos os casos, o empresário deve se dirigir à incubadora de sua escolha com o intuito de identificar as informações solicitadas que farão parte da análise de sua entrada.

Estas informações são geralmente analisadas pelo Conselho da Incubadora e buscam identificar as perspectivas técnicas e econômicas do negócio que, se considerado viável e exista vaga disponível, o participante poderá iniciar suas atividades como empresa incubada.

Como conseguir apoio

As incubadoras normalmente abrem editais anuais buscando projetos, e exigem um plano de negócios para avaliação. Após selecionado, você poderá passar por um processo de pré-incubação antes de efetivamente ser incubado. Em grande parte dos casos, pede-se uma mensalidade de R$ 500,00 pelo espaço físico, e após sua empresa se graduar (deixar a
incubadora)

Você poderá precisar ceder um pequeno percentual do seu faturamento como contrapartida pela incubação. Algumas incubadoras oferecem também a modalidade de incubação virtual, em que você aproveita todas as vantagens da incubação mas não ocupa espaço físico.

Quando achar uma, marque uma visita e converse tanto com o gerente da incubadora quanto com alguns empreendedores incubados para decidir se é mesmo uma boa opção considerando seus objetivos para o projeto.

Cada instituição adota um critério diferente, que pode variar de acordo com o setor de atuação da incubadora. Mas há um requesito universal inovação, que pode ser entendida também como o aprimoramento de algo já existente no mercado.

  • Inovação

Avalie se a sua ideia de negócios trata-se de uma inovação. Ela pode ser inovadora se apresentar uma melhora de algum produto e serviço que já existe no mercado

  •  Pesquisa

Descubra as instituições que atendem o seu segmento na sua região e fique atento aos calendários de inscrições

  • Proposta

Apresente sua proposta a uma incubadora, inscreva-se nos processos seletivos e mostre o quanto a sua ideia é uma boa oportunidade de negócios

A concorrência para ter uma ideia aceita por uma incubadora pode ser alta. No Cietec (Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia), uma das principais incubadoras de empresas do país ligada à USP (Universidade de São Paulo) por exemplo, apenas entre 10% e 15% dos projetos apresentados são selecionados a cada quatro meses.

Não é necessário apresentar o plano de negócios completo. Na fase de pré-incubação, as incubadoras ajudam os empreendedores a elaborar a estratégia de negócios, o estudo de viabilidade comercial, até a emissão do CNPJ.

Para qualquer duvida a respeito de incubadoras, ou uma ajuda na sua ideia, deixe-nos um comentário

ou contate-nos.

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>