Como criar um aplicativo de delivery

Em um mundo onde todos estão sempre ocupados, o delivery de comida é uma necessidade diária. Dessa forma, ela se torna uma indústria próspera, transformada com a chegada de aplicativos como o Uber. O mercado de delivery de comida já possui grandes líderes, entre eles o GrubHub, o DoorDash, o UberEats e o Postmates, mas você também pode se juntar ao mercado com seu próprio aplicativo de delivery.

Decidimos analisar os problemas mais comuns que ficam no caminho para o sucesso de um aplicativo de delivery de comida:

1. Escolhendo o público-alvo certo do aplicativo de delivery

As startups de delivery de comida começam da suposição de que todo mundo gosta de uma boa comida e da conveniência de ter ela entregue na sua porta. Para definir o público-alvo de seu aplicativo de delivery, você precisar ir além. Dentro dessa indústria, existem vários tipos de serviços que você pode oferecer: você pode entregar mantimentos (pão, leite e ovos), ou pode entregar comidas prontas (salada, hambúrguer e batatas fritas). Cada uma dessas opções atende às necessidades de um público-alvo diferente.

Quais são os aplicativos de delivery de comida mais bem-sucedidos?

  • Ifood é um dos mais famosos aplicativos de delivery do Brasil. Atualmente ele atende as principais cidades do país.
  • PedidosJá é um forte concorrente do Ifood no Brasil, e a existência dele e de outros aplicativos provam como o mercado de delivery cresce no país.
  • Aplicativos como Instacart tem como alvo profissionais muito ocupados que desejam opções mais saudáveis de supermercados de luxo.
  • Goodmeal atrai aqueles com uma dieta especial e desejam comer de modo saudável.
  • UberEATS foi feito para fazer os especialistas em tecnologia da nova geração felizes. O aplicativo oferece uma ampla variedade, e atende as maiores cidades.
  • Postmates é semelhante ao UberEATS e divide o mesmo público-alvo. Mas o Postmates ampliou o seu alcance, oferecendo entregar qualquer coisa, não só comida, incluindo pedidos pequenos. Isso mantém o aplicativo em uma área de inovação.

2. Parcerias com restaurantes, mercearias e produtores de alimentos

Qualquer novo aplicativo de delivery tem que fazer de tudo para se destacar de seus concorrentes. Isso significa conquistar o maior número de restaurantes que puderem. Uma ampla rede de parcerias dá ao novo aplicativo de delivery o empurrão necessário para conquistar uma parte desse mercado. Mas afinal, como isso é feito?

Empresas como a Eat24 e GrubHub construíram parcerias com estabelecimentos locais de comida. Assim, eles reduzem os custos de entrega de seus parceiros e pagam uma comissão de todas as vendas. Eles começam a trabalhar com os restaurantes depois de assinarem um contrato, e então desfrutam de um acordo com benefícios mútuos. Esse acordo resulta em uma boa publicidade para os restaurantes e um fluxo constante de pedidos para os serviços de delivery.

Outras empresas, que focam na entrega de mantimentos, têm os ingredientes fornecidos direto de fazendas locais. O Farmdrop é um exemplo de aplicativo de delivery de ingredientes orgânicos e de alta qualidade, fornecidos por fazendeiros na área de Londres. Ao se associar diretamente com os agricultores, o Farmdrop não tem que se preocupar de ficar com o estoque sobrecarregado com algum produto específico. Até que um cliente faça um pedido, o ingrediente ainda estará crescendo no campo. Esse modelo de negócio apela aos usuários com consciência ambiental, e que desejam apoiar a agricultura orgânica local.

O Postmates escolheu uma estratégia mais arriscada para conseguir sua base de clientes. Eles faziam o delivery de vários restaurantes, e, se estes se mostrassem rentáveis o suficiente, eles ofereciam a parceria.

3. Decidir como contratar os motoristas

Há duas maneiras principais de conseguir motoristas para serviços de delivery:

  • Contratando sua própria frota de entregadores.
  • Contratando freelancers, como o Uber faz.

O método Uber é muito mais utilizado pelos serviços de delivery de comida e mantimentos. Assim, praticamente qualquer um que tenha um carro e interesse em um emprego de meio tempo é um empregado em potencial. Empresas que operam em áreas urbanas muito movimentadas optam por trabalhar com freelancers. Mas, dependendo do tamanho e localização do mercado, algumas empresas optam por contratar seus próprios motoristas.

O Postmates opera de forma similar e até mesmo fornece seguro para seus motoristas. Quando os motoristas do Postmates estão no horário de trabalho, eles são protegidos com o seguro, que cobre lesões corporais e danos à propriedade de terceiros.

Trabalhar com freelancers é bem mais barato para uma startup de delivery. No entanto, à medida que o negócio de delivery começa a crescer, contar apenas com freelancers pode não ser o suficiente para manter entregas confiáveis e a tempo.

Para um aplciativo de delivery lançada recentemente, ter seus próprios entregadores é uma despesa e um comprometimento grande. De qualquer forma, é aconselhável contratar pelo um certo número de empregados em tempo integral, uma vez que a sua empresa tiver estabelecido uma boa demanda de pedidos.

4. Escolher os recursos corretos para seu aplicativo

A maioria dos serviços de delivery de comida têm aplicativos separados para motoristas, restaurantes e clientes. Um aplicativo de delivery de comida e mantimentos bem sucedido pode ter três modelos que incluem todos os recursos essenciais:

  • Uma versão para cliente. Assim os pedidos podem ser feitos de forma prática e intuitiva
  • Uma versão para os entregadores. Simples, com as características básicas e importantes.
  • Uma versão para os restaurantes. Com gerenciamento de notificações e inclusão no painel de pedidos.

Levará tempo e esforço, mas escolher o público-alvo certo, construir parcerias sólidas e usar os recursos mais essenciais fará com que seu negócio passe à frente de seus concorrentes.

Como construir o seu aplicativo de delivery da maneira correta:

  • Comece definindo o seu público-alvo, e construa os seus serviços ao redor das necessidades desse público. Personalize seus serviços, oferecendo opções que nem todos os restaurantes oferecem. Se o menu do seu App incluir opções de comida vegetariana ou sem glúten, por exemplo, ele terá um alcance ainda maior.
  • Investir em um bom relacionamento com restaurantes com supermercados. Não subestime o poder do boca a boca: construir uma reputação leva tempo, mas boas parcerias vão garantir a sua empresa uma boa promoção do seu negócio.
  • Combine empregados de tempo integral com freelancers. Isso dará ao seu serviço de delivery a flexibilidade necessária, e vai otimizar o seu tempo e os seus gastos.

Comece a planejar seu aplicativo agora – Conheça o iFood Clone

A Codificar tem uma solução simples para aqueles que desejam se estabelecer no mercado de delivery: o iFood Clone. O script é planejado com as principais funções do aplicativo líder no mercado brasileiro, e se adapta a suas necessidades. CLIQUE AQUI e saiba mais sobre esse aplicativo.

Quer construir seu próprio aplicativo de delivery? Confie em uma empresa com mais de 10 anos de mercado, e que entrega resultados confiáveis. Fala com a Codificar:

 

 

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>